Doença inflamatória intestinal aumenta risco de coágulos

Estudo publicado na “Lancet”

12 fevereiro 2010
  |  Partilhar:

As pessoas que sofrem de doença inflamatória intestinal (DII) activa têm uma maior probabilidade de desenvolverem coágulos sanguíneos, refere um estudo publicado na “Lancet”, o qual sugere a possibilidade de os pacientes efectuarem um tratamento farmacológico preventivo.

 

O estudo, realizado no Reino Unido por investigadores da University of Nottingham, comparou dados de 13.756 pessoas que sofriam de DII com os de 71.672 pessoas que não apresentavam a patologia. No início do estudo, nenhum dos doentes se encontrava hospitalizado.

 

Entre Novembro de 1987 e Julho de 2001, período em que decorreu o estudo, 304 pessoas desenvolveram um coágulo sanguíneo (tromboembolia venosa).

 

Os investigadores, liderados por Matthew J. Grainge, verificaram que, em comparação com as pessoas pertencentes ao grupo de controlo, as que sofriam de DII tinham 3,4 vezes mais probabilidades de desenvolverem um coágulo sanguíneo e oito vezes mais probabilidades quando tinham uma crise da doença. Contudo, o risco aumentava 16 vezes nos casos em que a crise ocorria quando a pessoa estava hospitalizada.

 

Face a estes dados, os investigadores advertem para o facto de a DII activa representar um factor de risco para o aparecimento de coágulos sanguíneos muito maior do que se acreditava até ao momento.

 

Em comunicado enviado à imprensa, o líder da investigação recomenda aos especialistas que mediquem os pacientes com crises DII que não estejam internados para o risco de tromboembolia venosa, usando “heparina de baixo peso molecular ou, eventualmente, os mais recentes anticoagulantes orais”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.