Doença de Parkinson: sintomas poderão ser travados

Estudo publicado no “Journal of Neural Transmission”

08 maio 2012
  |  Partilhar:

Investigadores israelitas desenvolveram uma terapia capaz de travar os sintomas da doença de Parkinson, sugere um estudo publicado no “Journal of Neural Transmission”.

 

A doença de Parkinson é uma doença neurodegenerativa que afeta o movimento e a função cognitiva, sendo caracterizada pela perda gradual dos neurónios produtores de dopamina. Por outro lado, a ocorrência de mutações num gene conhecido por DJ-1 acelera a perda destes neurónios dopaminérgicos, o que resulta no aparecimento dos sintomas da doença.

 

Neste estudo os investigadores da Tel Aviv University, em Israel, desenvolveram um peptídeo capaz de mimetizar o peptídeo DJ-1 funcional, protegendo consequentemente os neurónios produtores de dopamina. Foi também verificado que este composto pode ser facilmente administrado através de injeções diárias ou absorvido através da pele.

 

Os investigadores demonstraram que o peptídeo foi capaz de travar o processo neurodegenerativo, reduzindo os problemas de mobilidade, conduzindo a uma maior proteção dos neurónios e a uma maior produção de dopamina.

 

Este peptídeo pode ajudar a preencher as falhas no tratamento da doença de Parkinson. “Os tratamentos atuais apenas têm por alvo os sintomas, não existe nada que altere ou interrompa doença”, revelou, em comunicado de imprensa, um dos autores do estudo, Nirit Lev. “Atualmente não existem ferramentas com capacidade neuroprotetora”.

 

Na opinião dos investigadores, este peptídeo poderá ser utilizado preventivamente. O investigador explicou que, em alguns casos, a doença de Parkinson pode ser diagnosticada antes dos sintomas motores terem iniciado e os pacientes que têm um fator de risco para a doença podem optar por uma avaliação mais precoce. Este tipo de terapia preventiva pode ajudar muitos dos potenciais pacientes a terem uma vida normal.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.