Doença de Alzheimer é em grande medida hereditária

Estudo na revista Archives of General Psychiatry

09 março 2006
  |  Partilhar:

Um estudo feito com gémeos confirmou que a doença neurológica de Alzheimer, progressiva e incurável, é em grande medida hereditária e que os factores genéticos podem ser cruciais.O relatório do estudo, publicado pela revista Archives of General Psychiatry, indica que dois terços dos adultos com mais de 65 anos com demência sofre de Alzheimer e o número de casos deverá aumentar paralelamente ao crescimento da população adulta. Mesmo com os factores de risco genético identificados, só uma fracção dos casos pode ser explicada pelas mutações de genes específicos, revela o relatório.Segundo a análise feita, se dois gémeos idênticos (monozigóticos) não têm a doença, pode concluir-se que existe uma relação com os factores ambientais. O estudo dos gémeos avaliou 11.884 sujeitos suecos e concluiu que a hereditariedade é um factor determinante em 58 a 79 por cento dos casos. Por outro lado, quando ambos os gémeos sofriam de Alzheimer, havia uma diferença de 3,66 anos no surgimento da doença nos gémeos idênticos e de 8,12 anos em gémeos não idênticos.Fonte: LusaMNI- Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.