Doença de Alzheimer e diabetes: estão associadas?

Estudo publicado na revista “Alzheimer's and Dementia”

13 abril 2016
  |  Partilhar:
A doença de Alzheimer afeta a sinalização da insulina num local do cérebro responsável pela regulação do metabolismo, o que aumenta o risco de desenvolvimento da diabetes, dá conta um estudo publicado na revista “Alzheimer's and Dementia”.
 
O estudo financiado pelo Instituto Nacional de Saúde (NIH, sigla em inglês), nos EUA, indicou que um aumento dos níveis de um grupo de aminoácidos no sangue poderia funcionar como um biomarcador de sinalização afetada da insulina no cérebro.
 
Os investigadores da Escola de Medicina de Mount Sinai, nos EUA, demonstraram que os ratinhos com doença de Alzheimer tinham resistência à insulina, um precursor da diabetes tipo 2, no hipotálamo, uma região do cérebro que regula o metabolismo de nutrientes como ácidos gordos, glucose e aminoácidos em tecidos como o músculo, fígado e tecido adiposo.
 
O estudo apurou que os ratinhos com doença de Alzheimer também apresentavam aminoácidos de cadeia ramificada no sangue. Estudos anteriores conduzidos pelos mesmos investigadores já tinham demonstrado que a sinalização da insulina no cérebro regula os níveis de aminoácidos de cadeia ramificada no sangue. Desta forma, este tipo de aminoácidos pode funcionar como um novo biomarcador da ação da insulina no hipotálamo nos pacientes com doença de Alzheimer. Esta hipótese terá de ser confirmada em humanos.
 
“Este é o primeiro estudo a demonstrar que a patologia da doença de Alzheimer aumenta a suscetibilidade à diabetes devido ao comprometimento da sinalização da insulina no hipotálamo”, revelou, em comunicado de imprensa, o líder do estudo, Christoph Buettner. 
 
A doença de Alzheimer é uma doença cerebral progressiva e fatal que destrói gradualmente a capacidade de memória, aprendizagem, raciocínio, julgamentos, comunicação e realização de atividades diárias. Esta é a forma mais comum de demência e a sexta principal causa de morte nos EUA. Por outro lado, a diabetes é a sétima principal causa de morte a nível nacional. Esta doença metabólica resulta em níveis elevados de açúcar no sangue devido ao facto de o organismo não produzir insulina suficiente. 
 
O envelhecimento é conhecido por ser um dos principais fatores de risco destas doenças. Estudos epidemiológicos anteriores já tinham apoiado a hipótese de que a diabetes aumenta o risco de desenvolvimento da doença de Alzheimer.
 
Um dos autores do estudo, Sam Gandy, referiu ainda que estes resultados são um ponto de viragem na compreensão da relação entre a doença de Alzheimer, a diabetes e a resistência à insulina.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.