Doença das vacas loucas

Pela primeira vez foi possível detectar priões através de análises ao sangue

28 agosto 2005
  |  Partilhar:

A revista Nature Medicine publicou este mês um artigo sobre o feito realizado nos Estados Unidos e Espanha, em que, e pela primeira vez, se detectou a presença de priões (proteínas infecciosas que estão na origem da BSE e da sua forma humana, a nova variante da doença de Creutzfeldt-Jakob) através de análises ao sangue."Embora se tenham votado muitos esforços para detectar priões no sangue, até agora as tentativas de desenvolver um teste de detecção bioquímico falharam, porque a quantidade de proteínas" anómalas no sangue é muito reduzida, explicou a equipa responsável pelo trabalho. Cláudio Soto, investigador da Universidade do Texas e coordenador do trabalho, citado num comunicado de imprensa da sua universidade afirmou: "A chave do nosso sucesso foi termos desenvolvido uma técnica capaz de amplificar a quantidade dos priões mais de dez milhões de vezes, fazendo-a aumentar para níveis detectáveis".O método desenvolvido utiliza ondas sonoras capazes de acelerar o processo que os priões infecciosos usam para converter as proteínas normais em entidades infecciosas. A equipa baptizou esta técnica por PMCA (sigla em inglês), algo que em português se poderá designar como amplificação cíclica da dobragem incorrecta das proteínas.Fonte: Público

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.