Doença cardíaca: potencias alvos terapêuticos descobertos

Estudos publicados na “Nature Genetics”

10 outubro 2013
  |  Partilhar:

Numa autêntica “caça” aos genes que influenciam o risco de doença cardíaca, um consórcio de investigadores descobriu 157 alterações no ADN que alteram os níveis de colesterol e outros lípidos presentes no sangue, dão conta dois estudos publicados na revista “Nature Genetics”.
 

De acordo com os investigadores do Global Lipids Genetics Consortium estas descobertas poderão conduzir ao desenvolvimento de novos fármacos. Para o estudo, os investigadores agruparam informações genéticas e clínicas de mais de 188.000 indivíduos de diferentes países. Foram utilizadas técnicas genéticas e estatísticas sofisticadas para encontrar variações genéticas que modificavam os níveis de lípidos no sangue.
 

O estudo apurou que muitas das alterações descobertas envolviam genes que não tinham sido previamente associados aos lípidos encontrados no sangue. Um número surpreendente de variações foi também associado à doença coronária, diabetes tipo 2, obesidade e pressão arterial elevada.
 

Os investigadores também constataram que os triglicerídeos, outro lípido presente no sangue, têm um maior impacto no risco de desenvolvimento de doença cardíaca do que o previamente pensado. Foi ainda verificado que as variações genéticas que aumentam os níveis de triglicerídeos ou colesterol LDL estão também associadas a uma maior incidência da doença cardíaca.
 

Por outro lado, a importância do colesterol HDL, o bom colesterol, foi posta em dúvida. Na verdade nos últimos anos, tem-se verificado que muitos dos fármacos que têm como objetivo modificar os níveis do colesterol HDL não têm sido capazes de ter um efeito benéfico na prevenção da doença cardíaca.
 

Os investigadores, liderados por Cristen Willer, revelaram que estes novos dados aumentam em mais de um terço o conhecimento do número total de variantes genéticas associadas aos lípidos encontrados no sangue.
 

“Quando conseguirmos perceber verdadeiramente todas as pistas encontradas, vamos conseguir ter um melhor conhecimento da biologia dos lípidos e das doenças cardiovasculares, bem como de novos potencias alvos de tratamento”, conclui a investigadora.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.