Doença cardíaca evita-se na infância

Estudo da Oregon Health and Sciences University

15 novembro 2005
  |  Partilhar:

Investigadores da Oregon Health and Sciences University acompanharam bebés que, tendo ganho peso assinalável, entre os dois e os 11 anos, viram acrescidos os riscos de doenças cardiovasculares ao longo da vida. A equipa coordenada por David Barker analisou as histórias de 7760 pessoas, nascidas na Finlândia, entre 1934 e 1944. Para cada uma delas, foi elaborado o respectivo cadastro de crescimento (incluindo o peso e a altura), actualizado mensalmente durante os primeiros dois anos e, depois, anualmente, até aos 11 anos. Não foi aferida qualquer relação entre massa corporal e doença até aos dois anos. No entanto, aos 11 anos foi detectado (em um terço) o risco de doença cardiovascular na idade adulta. Os cientistas referiram que o perigo reside na falta de aquisição de musculatura em favor de gordura. MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.