Divulgação do Plano Director Regional foi "erro grave" , afirma Ana Jorge
04 julho 2001
  |  Partilhar:

A forma como foi divulgado o Plano Director Regional foi criticada por Ana Jorge, anterior presidente da Região de Saúde de Lisboa, que considera o ocorrido "um erro grave" que põe em risco os objectivos do documento.  

 

O PDR, que sugere o encerramento de cinco hospitais na região de Lisboa, começou a ser elaborado em 1999, quando Francisco Ramos, que ontem tomou posse como secretário de Estado da Saúde, ocupava o mesmo cargo sob a tutela de Maria de Belém.  

 

Ana Jorge explicou que o PDR é "um instrumento de trabalho da ARS, tendo em conta critérios demográficos e de patologias” e que a forma como foi apresentado pode criar dificuldades à nova equipa da Saúde e levantar "resistências" junto das instituições hospitalares, pondo em causa futuras propostas de mudanças.  

 

O PDR propõe o encerramento do Hospital de Santa Cruz (131 camas), Doutor José de Almeida (224), Hospital São Francisco Xavier (163), José Antunes Júnior (93) e Santiago Outão (110), além da diminuição do número de camas de várias instituições de saúde.  

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.