Divórcio «enriquece» os homens do ponto de vista financeiro

Estudo revela o quanto o sexo masculino beneficia com a separação...

20 julho 2003
  |  Partilhar:

Se é homem e casado e quer ser rico, a solução está em ficar sozinho. Um estudo feito na Europa revelou que os homens que se divorciam ou se separam podem estar a fazer um óptimo negócio do ponto de vista financeiro, melhor do que permanecer casados.
 

 

De acordo com a pesquisa, os homens que continuam com suas companheiras invariavelmente acabam mais pobres do que aqueles que se separaram.
 

 

Segundo a socióloga Cecile Bourreau-Dubois, organizadora do estudo, o efeito do divórcio sobre a conta bancária dos homens que se separaram supera até as vantagens obtidas quando os dois membros do casal conseguem empregos melhores.
 

 

Por outro lado, as vantagens financeiras da separação não se aplicam às mulheres - e o estudo aponta que mulheres que casam têm melhores probabilidades de enriquecer do que as mulheres que permanecem solteiras.
 

 

O estudo, baseado em entrevistas com mais de 75 mil adultos em 11 países da União Europeia, foi publicado pelo Instituto para Pesquisa Económica e Social da Universidade de Essex, na Inglaterra.
 

 

Mark Stephens, sócio do escritório de advocacia britânico Finers Stephens Innocent, disse que o resultado do estudo não surpreende quem trabalha no ramo. Tudo porque, argumenta o advogado, os salários pagos aos homens ainda são mais altos do que os pagos às mulheres. Além disso, as mulheres, na maioria dos casos, acabam com a custódia dos filhos no divórcio, o que reduz ainda mais a sua capacidade de aumentar a conta bancária.
 

 

O salário do homem, em muitos casos, sobe mais do que a inflação, enquanto que «as pensões pagas às ex-companheiras acabam por ser desvalorizadas por deflação», explicou Stephen à BBC. E a maioria da pessoas não volta atrás para recalcular e reclamar sobre as pensões que recebem.
 

 

Os homens divorciados também acabam por economizar em escola, férias familiares e outra despesas. Mesmo assim, os homens não param de se queixar quando se divorciam. Para Stephens, em termos genéricos, a principal preocupação dos homens é o facto de terem de comprar uma nova casa. «Depois de superarem os problemas emocionais, muitas vezes, os homens dão-se conta que o divórcio foi o melhor investimento económico que alguma vez fizeram», completou o advogado.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.