Divórcio e o apoio de amigos e vizinhos

Rede de apoio ajuda jovens a superar separação dos pais

21 abril 2003
  |  Partilhar:

Não é raro ouvir que os adolescentes sofrem, até de forma permanente, quando os pais se separam e quando vivem com apenas um dos pais. E se o divórcio dos pais é uma situação de grande ansiedade para os protagonistas, os filhos também são afectados pela situação. Segundo um estudo recente, os amigos e vizinhos podem ser preciosas fontes de apoio emocional para os adolescentes que enfrentam a separação dos pais.
 

 

«As famílias criam os filhos num contexto de sistemas de apoio e, em alguns casos, esses sistemas podem aliviar a tensão enfrentada pelo adolescente na família», disse a líder da investigação, Kathleen Boyce Rodgers, professora de desenvolvimento humano da Universidade de Washington, em Pullman (Washington).
 

 

O estudo foi feito com 2.011 adolescentes que frequentavam o ensino secundário e pertenciam a famílias que permaneciam unidas; a famílias combinadas, em que os pais divorciados se casaram novamente; ou a famílias de pais solteiros que permaneciam separados. Os investigadores solicitaram aos estudantes que respondessem a várias perguntas sobre humor, comportamento e vida doméstica.
 

 

Os resultados demonstraram que os adolescentes pertencentes a famílias divorciadas foram mais propensos a ser agressivos, a consumir álcool e drogas ou a exibir outro comportamento de desobediência, em comparação com os adolescentes de famílias ditas «normais». Os filhos de pais divorciados também tiveram uma tendência maior a sofrer de depressão, ter baixa auto-estima, a pensar em suicídio ou a apresentar outros sintomas de problemas interiores.
 

 

O apoio e o acompanhamento dos pais, assim como as relações sólidas com amigos e vizinhos, pareceram ajudar a livrar os adolescentes de alguns desses resultados negativos. Por exemplo, o apoio de amigos ajudou a evitar os sintomas depressivos entre os adolescentes que viviam com apenas um dos pais e achavam que recebiam pouco apoio.
 

 

Ter ligações fortes com os vizinhos ajudou a impedir a ocorrência do mesmo problema entre os filhos que tinham famílias mistas (pais separados que casaram novamente) e reclamavam receber pouca atenção dos pais.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.