Distúrbios de personalidade são mais comuns nas cidades

Pessoas que moram sozinhas em espaços urbanos têm uma maior propensão em desenvolver problemas de personalidade

26 junho 2001
  |  Partilhar:

Um em cada sete noruegueses sofrem de distúrbios de personalidade, adianta um estudo elaborado por uma equipa de psicólogos da Universidade de Oslo, Noruega.
 

 

 

Mas este tipo de problema afecta, sobretudo, pessoas que vivem sozinhas no centro das grandes “urbes” e possuem um nível de escolaridade médio ou inferior, refere o relatório do trabalho publicado na edição de Junho do Archives of General Psychiatry.
 

 

 

A equipa realizou o estudo para determinar a frequência exacta dos distúrbios de personalidade na população em geral. Para tal, os investigadores entrevistaram mais de 2 mil noruegueses, os quais foram considerados representantes de toda a população do país.
 

 

 

Os resultados apresentados mostraram, então, que 13,4 por cento das pessoas da área metropolitana de Oslo sofriam de distúrbios de personalidade como transtornos de personalidade paranóide, esquizóide (incapacidade de se relacionar socialmente), anti-social, sádica, narcísica, histérica (excessivamente dramático ou emocional), obsessivo - compulsiva, dependente, passivo - agressiva ou auto- depreciativa.
 

 

 

A ansiedade é, no entanto, o distúrbio de personalidade mais comum - o qual é caracterizado por sensibilidade excessiva a críticas - afectando cinco por cento da população.
 

 

 

Segundo o estudo, os homens estão mais propensos a apresentar distúrbio de personalidade esquizóide ou passivo-agressiva, enquanto nas mulheres são afectadas pela histeria ou dependente.
 

 

 

Apesar das conclusões, deste estudo não nasce uma correlação segura causas e consequências dos distúrbios de personalidade, adiantaram os investigadores, referindo ser necessário elaborar mais estudos semelhantes.
 

O trabalho foi financiado pelo Conselho Norueguês para Saúde Mental e Fundação para Saúde e Reabilitação de Oslo.
 

 

Adaptado por: Paula Pedro Martins
 

 

 

MNI - Médicos Na Internet
 

 

 

Fonte: Reuters
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.