Dispositivo ajuda na aplicação correcta de colírio

Empresa de Coimbra desenvolve sistema pioneiro

14 abril 2009
  |  Partilhar:

Uma empresa de base tecnológica de Coimbra, a BlueWorks, está a desenvolver um dispositivo, o "EyeDropper", que permitirá avaliar o rigor com que os doentes com glaucoma cumprem a terapêutica. A baixa adesão dos doentes com glaucoma à terapêutica, que passa pela aplicação de colírios (gotas) nos olhos, é um problema muito frequente em Portugal.

 

O dispositivo desenvolvido pela BlueWorks, empresa que trabalha no domínio da oftalmologia, faz uma gravação vídeo de cada aplicação de gota, avalia o ângulo para a aproximação óptima e emite indicadores sonoros de aproximação da inclinação ideal.

 

“Sempre que o doente aplica uma gota no olho é activada uma câmara que vai gravar o processo e transmite esses dados para um "software" que os analisa. Percebe-se o movimento da gota, instante a instante, até atingir o destino", explicou à agência Lusa um membro da equipa de investigadores, o engenheiro biomédico Paulo Barbeiro.

 

Além de avaliar se a gota chegou ou não ao olho nas condições ideais, o "EyeDropper" tem também a capacidade de identificar se atingiu a vista esquerda ou a direita.

 

Neste momento, o dispositivo consiste num telemóvel acoplado a uma estrutura rígida, mas o objectivo é conceber um aparelho ergonómico, mais autónomo e com custos inferiores ao do telemóvel, capaz de acomodar um frasco de gotas.

 

A BlueWorks deverá criar uma pré-versão comercial do "EyeDropper" ainda em 2009.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.