Dislexia associada a dificuldades em distinguir padrões musicais

Estudo publicado na revista “Cortex”

05 julho 2011
  |  Partilhar:

A dislexia, que provoca dificuldades na leitura, pode estar relacionada a uma maior dificuldade em detectar os padrões rítmicos da música, apontam investigadores da Universidade de Cambridge, Reino Unido, num estudo publicado na revista “Cortex”.

 

No artigo, a equipa, liderada por Martina Huss e Usha Goswami, refere que na investigação instruíram um grupo de crianças com 10 anos, com e sem dislexia, com a tarefa de ouvir uma série de canções curtas, baseadas em simples estruturas métricas que, por vezes, apenas variavam entre si uma nota.

 

As crianças tinham que comparar estas músicas em pares e decidir se elas soavam iguais ou diferentes. No entanto, não foi a percepção da duração das notas que condicionou o sucesso das crianças, mas a percepção do "tempo de subida" isto é, o tempo que demora um som a atingir a sua intensidade máxima.

 

Segundo explicaram os cientistas, quando se fala, o tempo de subida de uma sílaba é o tempo que se leva para pronunciar a vogal. Assim, por exemplo, as sílabas tónicas demoram mais tempo para subir, sendo um sinal importante que ajuda na percepção da regularidade rítmica na fala.

 

Os investigadores verificaram que as crianças com dislexia tinham mais problemas em  realizar estes exercícios musicais, mesmo quando se lhes apresentavam melodias simples com apenas umas notas diferentes, facto que, segundo os autores, demonstra uma forte correlação entre a capacidade de perceber a estrutura métrica da música e a leitura.

 

A equipa alega que a capacidade de perceber a alternância de sílabas tónicas e átonas é crucial para distinguir a fonologia da língua. Além disso, como o ritmo é mais evidente na música que na linguagem, os investigadores sugerem que as intervenções precoces com base em jogos musicais possam oferecer benefícios para aprender a ler.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.