Direitos humanos foram violados em 153 países durante 2001
28 maio 2002
  |  Partilhar:

Apesar das profundas alterações provocadas pelo 11 de
 

Setembro, persiste em 153 países o desrespeito pela vida e
 

dignidade humanas, assim como pelos direitos económicos, culturais e sociais, indica a Amnistia Internacional (AI).
 

 

Segundo o relatório da AI relativo a 2001, ocorreram
 

execuções extra-judiciais em 47 países, execuções judiciais em 27, "desaparecimentos" em 35 países, casos de tortura e maus tratos em 111 e presos políticos em pelo menos 56 países. Contudo a AI acredita que os verdadeiros números são muito superiores.
 

 

A Amnistia sustenta que tendo os terríveis acontecimentos de 11 de Setembro constituído um crime contra a humanidade, que chocou e mudou o mundo, houve alguns governos que se juntaram à luta contra o terrorismo e aproveitaram a oportunidade para aumentar a repressão, enfraquecer a protecção dos direitos humanos e asfixiar divergências políticas em nome da segurança.
 

 

Entre as medidas, incluem-se a detenção indefinida sem
 

julgamento, tribunais especiais que se fundamentam em provas
 

secretas para emitir as suas sentenças, ou em restrições
 

religiosas e culturais - às vezes dando origem a sistemas-sombra de justiça penal.
 

 

"A segurança não pode e não deve sobrepor-se aos direitos
 

humanos. O maior perigo para os direitos humanos verifica-se
 

quando se permite que os interesses políticos e económicos
 

condicionem a agenda dos direitos humanos", declara Irene Khan, secretária-geral da AI.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.