Direcção-Geral da Saúde alerta para superbactérias resistentes no Brasil

Anvisa confirma 163 casos

28 outubro 2010
  |  Partilhar:

A Direcção-Geral da Saúde (DGS) está preocupada com o aparecimento de "superbactérias" no Brasil. Estes microrganismos multirresistentes já causaram a morte a pelo menos 14 pessoas naquele país, que entra, assim, na lista de nações às quais a DGS recomenda especial atenção.

 

"Os doentes provenientes dos países onde já foi identificado este mecanismo de resistência devem fazer testes para detectar a enzima NDM-1, sempre que houver suspeitas", explicou a coordenadora do Programa Nacional de Controlo de Infecção, Cristina Costa, citada pelo jornal “Diário de Notícias”. Em Portugal, contudo, não foi identificada qualquer "superbactéria", garantiu a responsável à mesma publicação.

 

A especialista acrescentou ainda que, seguindo directrizes do Centro Europeu de Controlo de Doenças, a DGS deu orientações a todos os laboratórios do Sistema Nacional de Saúde para sempre que identificarem uma bactéria resistente aos carbapenemos (os antibióticos mais potentes) fazerem testes para averiguar se se trata de uma "superbactéria", ou seja, uma bactéria capaz de produzir a enzima NDM-1, que a torna resistente aos antibióticos.

 

Segundo fonte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Brasil, a Anvisa, há 163 casos confirmados no distrito federal de Brasília e 70 no estado de São Paulo - 14 doentes acabaram por morrer. No entanto, a mesma fonte admite que "os dados são pouco precisos porque muitos estados não estão a notificar a Anvisa em tempo real".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.