Dieta vegetariana reduz risco de cancro da mama

Estudo publicado no “American Journal of Clinical Nutrition”

17 março 2010
  |  Partilhar:

Uma dieta rica em vegetais, fruta e soja reduz em 30% o risco de desenvolver cancro da mama, revela um estudo publicado no “American Journal of Clinical Nutrition”.

 

A investigação, liderada por Lesley M. Butler, da Colorado State University, incluiu dados, reunidos entre 1993 e 1995, de 63.257 homens e mulheres que participaram no Singapore Chinese Health Study (SCHS).

 

A investigação incluiu entrevistas pessoais sobre a alimentação, o peso, a educação, o tabagismo, o exercício físico e o consumo de fármacos hormonais.

 

Estes dados permitiram à equipa identificar os grandes padrões de alimentação, os pouco saudáveis (carne, amido e gordura saturada) e os saudáveis, com grandes quantidades de legumes (brócolos, couve-flor, couves de Bruxelas, entre outros).

 

Do total de participantes, a equipa identificou 34.028 mulheres sem antecedentes de cancro da mama. Todas tinham entre 45 e 74 anos e a maioria era magra, fazia exercício físico, poucas eram fumadoras ou usavam terapia de substituição hormonal para a menopausa.

 

De acordo com os registos, no final de 2005, 10 anos após as entrevistas do início do estudo, 629 desenvolveram cancro da mama. A equipa verificou que as mulheres que consumiam mais vegetais, fruta e soja tinham um menor risco de desenvolver a doença na fase pós-menopausa.

 

Apesar de o estudo ter sido realizado em mulheres chinesas, a equipa de investigadores refere que os resultados são aplicáveis às mulheres ocidentais.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.