Dieta saudável protege contra recorrência de eventos cardiovasculares

Estudo publicado na revista “Circulation”

07 dezembro 2012
  |  Partilhar:

A adoção de uma alimentação saudável poderá proteger os indivíduos com doenças cardiovasculares de acidentes vasculares cerebrais e enfartes agudos do miocárdio recorrentes, sugere um estudo publicado na revista “Circulation”.
 

“Por vezes, os pacientes assumem que não necessitam de seguir uma dieta saudável, uma vez tomam medicamentos que diminuem a pressão arterial e colesterol - o que está errado. A adoção de uma dieta saudável conjuntamente com a toma de aspirina, modeladores da angiotensina, agentes que diminuem o colesterol e betabloqueadores é vantajosa”, referiu em comunicado de imprensa, um dos autores do estudo, Mahshid Dehghan.
 

Neste estudo, os investigadores da McMaster University, no Canadá, contaram com a participação de 31.546 adultos, com uma média de 66,5 anos, que tinham doenças cardiovasculares ou danos em órgãos importantes. Os participantes foram submetidos a um questionário para determinar com que frequência bebiam leite, consumiam frutas, vegetais, carne, peixe e cereais, no último ano. O estilo de vida adotado, nomeadamente, prática de exercício físico, consumo de álcool e tabaco, também foi averiguado.
 

A quantidade de frutos, vegetais, leite e grãos que foram consumidos por dia, bem como a proporção de peixe e carne consumida, determinaram as contagens totais. Os investigadores constataram que, durante os cinco anos do período de acompanhamento, ocorreram 5.190 eventos cardiovasculares entre os participantes.
 

No entanto, foi verificado que os indivíduos que tinham uma dieta mais saudável tinham um risco 35% menor de morte por doença cardiovascular, 28% menor de insuficiência cardíaca congestiva, 19% menor de acidente vascular cerebral e 14% de novos enfartes agudos do miocárdio.
 

Apesar de pessoas de diferentes zonas do globo terem hábitos alimentares diferentes, uma dieta saudável foi associada à proteção contra doenças cardiovasculares recorrentes em todo o mundo, de acordo com Mahshid Dehghan.
 

Os investigadores também constataram que quando um indivíduo tem uma dieta rica em frutas e vegetais, e consome mais peixe do que carne, apresenta um maior proteção contra as doenças cardíacas do que contra o cancro, lesões ou fraturas.

 

“Os médicos deveriam aconselhar os pacientes de risco a melhorar a sua dieta e aumentar o consumo de vegetais, frutas, cereais e peixe. Esta medida poderia, conjuntamente com a medicação, reduzir a recorrência de eventos cardiovasculares e salvar vidas”, conclui o investigador.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.