Dieta rica em fibras beneficia saúde pulmonar

Estudo publicado nos “Annals of the American Thoracic Society”

29 janeiro 2016
  |  Partilhar:
A adoção de uma dieta com elevado teor de fibra pode reduzir o risco de desenvolvimento de doenças pulmonares, atesta um estudo publicado nos “Annals of the American Thoracic Society”.
 
A doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC) é a terceira maior causa de morte numa escala global. No entanto, ainda existem poucos tratamentos capazes de reduzir e minimizar os riscos para os pulmões. A única forma de reduzir de facto o risco de DPOC é deixar de fumar.
 
A ingestão de alimentos ricos em fibras, incluindo legumes, frutas e grãos, é benéfica para a saúde. A fibra pode ajudar a manter um peso saudável, a regularizar os movimentos intestinais, a reduzir os níveis de colesterol, bem como reduzir o risco de diabetes e doenças cardíacas.
 
Neste estudo os investigadores da Universidade de Nebrasca, nos EUA decidiram averiguar se o consumo de fibras beneficiava também saúde pulmonar tendo para tal analisado os dados do National Health and Nutrition Examination Surveys (NHNES) que envolveram a participação de 1.921 indivíduos com idades compreendidas entre os 40 e os 70 anos. Os participantes foram submetidos a exames físicos regulares.
 
Os indivíduos foram convidados a preencher um questionário relativo ao estilo de vida e tipo de dieta adotados, tendo sido divididos de acordo com a quantidade de fibra que ingeriram. O quartil superior consistiu em pessoas que consumiam pelo menos 17,5 gramas de fibras por dia e o quartil inferior englobou aquelas que ingeriam menos de 10,75 gramas.
 
Antes de terem iniciado a análise, os investigadores tiveram em conta alguns fatores nomeadamente, estatuto socioeconómico, hábitos tabágicos, peso, bem como fatores demográficos e de saúde.
 
Após terem tido em conta estes fatores, os investigadores verificaram que os pulmões dos indivíduos que comiam mais fibras apresentavam uma melhor saúde pulmonar, comparativamente com aqueles do quartil mais baixo. Entre aqueles que consumiam os níveis mais elevados de fibra, 68,3% apresentavam uma função pulmonar normal, comparativamente com os 50,1% do quartil inferior. Apenas 14,8% daqueles que ingeriam alimentos com elevado teor de fibra tinham restrição das vias aéreas, em comparação com 29,8% do quartil inferior.
 
Estes resultados sugerem assim que um elevado consumo de fibras beneficia a saúde pulmonar. Contudo, os resultados por si só não podem provar uma causa e efeito.
 
Os autores do estudo acreditam que o efeito protetor da fibra pode ser, em parte, devido às propriedades anti-inflamatórias das fibras. A inflamação está subjacente a um grande número de doenças pulmonares, e a redução da resposta inflamatória pode ser suficiente para melhorar a saúde pulmonar. Acredita-se que a proteína C-reativa é importante na resposta inflamatória. No entanto, os níveis desta proteína parecem estar reduzidos nos indivíduos que ingerem uma dieta rica em fibra.
 
Outro mecanismo possível envolve a capacidade da fibra em alterar a composição da flora intestinal. Estas alterações podem proteger o organismo de infeções pulmonares e libertar agentes de protetores, incluindo um tipo de célula imunitária denominada por neutrófilo.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.