Dieta pobre em hidratos de carbono queima mais gorduras

Estudo publicado no “Journal Hepatology”

26 janeiro 2009
  |  Partilhar:

Um estudo publicado no “Journal of Hepatology” revelou que pessoas submetidas a uma dieta pobre em hidratos de carbono estão mais dependentes da oxidação de gorduras pelo fígado para a produção de energia do que as que se submetem a uma dieta pobre em calorias.
 

 

A glucose e as gorduras são duas fontes de energia metabolizadas pelo fígado. A glucose pode ser formada a partir do lactato, aminoácidos e glicerol.
 

 

De forma a avaliar o efeito da dieta na produção de glucose e a sua utilização pelo fígado, investigadores da UT Southwestern Medical Center, nos EUA, submeterem 14 adultos obesos ou com peso acima da média a uma dieta pobre em hidratos de carbono ou a uma dieta pobre em calorias. Utilizaram sete participantes magros sem restrições na dieta como grupo de controlo.
 

 

Os investigadores verificaram que as pessoas que se alimentavam com uma dieta pobre em calorias obtiveram 40% da glucose a partir do glicogénio ingerido. Por outro lado, os participantes submetidos a uma dieta baixa em hidratos de carbono só obtiveram 20% da sua glucose a partir do glicogénio ingerido, queimando, assim, mais gordura do fígado de forma a obter energia.
 

 

De acordo com as declarações prestadas ao sítio EurekAlert pelo Dr. Jeffrey Browing, estes resultados são relevantes na medida em que a acumulação excessiva de gordura no fígado poderá resultar na esteatose hepática, doença que está associada a distúrbios metabólicos, como resistência à insulina, diabetes e obesidade.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.