Dieta pobre em hidratos de carbono pode reverter insuficiência renal em diabéticos

Estudo publicado no “PLoS ONE”

09 maio 2011
  |  Partilhar:

Uma dieta com alto teor de gordura e pobre em hidratos de carbono (dieta cetogénica), pode reverter a insuficiência renal em pacientes com diabetes tipo 1 e tipo 2, refere, pela primeira vez, um estudo publicado no “PLoS ONE”.

 

Investigadores da Mount Sinai School of Medicine, nos EUA, liderados por Charles Mobbs, analisaram  ratos geneticamente predispostos a ter diabetes tipo 1 ou tipo 2. Os roedores foram modificados para desenvolver nefropatia diabética ou  insuficiência renal. Metade das cobaias foi colocada sobre a dieta cetogénica, enquanto o grupo de controlo manteve uma dieta rica em hidratos de carbono.

 

Após oito semanas, os investigadores verificaram,  que a insuficiência renal foi revertida nos ratos com a dieta cetogénica. "O nosso estudo é o primeiro a demonstrar que uma intervenção dietética isoladamente é suficiente para reverter esta complicação séria da diabetes", disse Mobbs, acrescentando que esta descoberta tem implicações significativas para as dezenas de milhares de pessoas diagnosticadas com insuficiência renal diabética e, possivelmente, outras complicações.

 

A dieta cetogénica é uma dieta com baixo teor de hidratos de carbono, teor moderado de proteína e rica em gordura normalmente usada para controlar convulsões em crianças com epilepsia.

 

Muitas células podem obter a sua energia a partir das cetonas, que são moléculas produzidas quando os níveis de glicose no sangue são baixos e os níveis de gordura no sangue são elevados. Quando as células usam cetonas em vez de glicose como combustível, a glicose não é metabolizada. Uma vez que o  metabolismo elevado da glicose causa insuficiência renal nos diabéticos, os investigadores  supuseram que a dieta cetogénica  seria capaz de bloquear os efeitos tóxicos da glicose.

 

Considerando os requisitos extremos da dieta, os cientistas dizem não ser uma solução a longo prazo para os adultos. No entanto, o estudo indica que a exposição à dieta por apenas um mês, pode ser suficiente para  reverter ao estado original a expressão dos genes e os processos patológicos que  conduzem à insuficiência renal.

 

Os cientistas também acreditam que esta dieta  poderá ajudar no tratamento de  outras doenças neurológicas e na retinopatia, lesão na retina ocular que poderá conduzir à perda de visão. E segundo os autores, "saber como a dieta cetogénica inverte a nefropatia ajudar-nos-á a identificar um alvo farmacológico e  desenvolver  subsequentes intervenções farmacológicas que  reproduzam o mesmo o efeito da dieta".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.