Dieta mediterrânica reduz risco de Doenças Pulmonares

Estudo da Harvard University

25 julho 2007
  |  Partilhar:

 

A dieta mediterrânica reduz para metade o risco de contrair alguns tipos de Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC), como o Enfisema Pulmonar ou a Bronquite, segundo um estudo publicado por investigadores norte-americanos.
 

 

A investigação, da responsabilidade da Escola de Saúde Pública de Harvard, em Boston (Massachusetts), recomenda o consumo de frutas, verduras, alimentos integrais e peixe para prevenir esta patologia, que afecta 5,3% da população portuguesa e, segundo os peritos, poderá converter-se na terceira causa de morte no mundo em 2020.
 

 

Nesse sentido, e para evitar o desenvolvimento deste tipo de doença, caracterizada por uma limitação do débito aéreo (ventilação), geralmente progressiva e com reduzida reversibilidade, os autores do estudo desaconselham a chamada dieta ocidental, baseada em alimentos refinados, carnes vermelhas e curadas, doces e batatas fritas.
 

 

Para chegarem a esta conclusão, os investigadores analisaram os casos de 42.917 homens que participaram num estudo de seguimento dos profissionais de saúde da Escola de Saúde Pública de Harvard, desenvolvido entre 1986 e 1998. Desses onze anos de observação os cientistas concluíram que quanto mais a alimentação diária se ajustar aos padrões da dieta mediterrânica, mais diminui o risco de Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica.
 

 

Fonte: Lusa e Imprensa Internacional
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.