Dieta mediterrânica com azeite benéfica para saúde cardiovascular

Estudo publicado na “Circulation”

17 fevereiro 2017
  |  Partilhar:
Um novo estudo atestou que a adoção de uma dieta mediterrância rica em azeite virgem promove os efeitos protetores da saúde cardiovascular do chamado bom colesterol.
 
Conduzido por uma equipa de investigadores liderados por Montserrrát Fitó do Grupo de Estudo do Risco Cardiovascular e Nutrição do Instituto de Estudos Médicos do Hospital del Mar em Barcelona, Espanha, o estudo teve por objetivo determinar se a adoção de uma dieta mediterrância enriquecida com azeite virgem ou frutos secos de casca rija, durante um prolongado período de tempo, melhoraria as propriedades benédicas do bom colesterol (HDL) nos humanos.
 
A equipa contou com a participação de 296 pessoas escolhidas aleatoriamente, com uma média de idades de 66 anos e que apresentavam um risco elevado de doença cardíaca. Os participantes foram divididos em três grupo e foi atribuída uma dieta diferente a cada grupo durante um ano.
 
Uma das dietas consistia numa dieta mediterrância tradicional, enriquecida com cerca de 4 colheres de sopa diárias de azeite virgem. A segunda dieta era igual à anterior, exceto que em vez de conter o azeite, incluía uma porção diária de frutos secos de casca rija. Ambas as dietas mediterrânicas continham fruta, legumes, leguminosas, peixe e carne branca. 
 
A terceira dieta era saudável e de controlo e incluía doses reduzidas de carne vermelha, laticínios gordos, alimentos processados e doces. Os participantes foram submetidos a análises ao sangue no início e fim do estudo, de forma a medir os níveis de colesterol HDL e LDL (mau colesterol). 
 
Foi verificado que os níveis de colesterol total e de colesterol LDL desceram apenas na dieta de controlo. Embora nenhuma das três dietas tenha produzido aumentos significativos nos níveis de colesterol HDL, as duas dietas mediterrânicas melhoraram a função do HDL, tendo sido essa melhoria mais acentuada na dieta que incluía o azeite virgem. 
 
A dieta mediterrância enriquecida com azeite virgem promoveu a melhoria das funções do HDL, como proteção antioxidante, reversão do transporte do colesterol e promoção da vasodilatação.  
 
Embora a dieta de controlo incluísse muita fruta e legumes, tal como as dietas mediterrânicas, a mesma demonstrou exercer um impacto negativo sobre as propriedades anti-inflamatórias do colesterol HDL. Este impacto negativo não foi observado nas dietas mediterrânicas. 
A redução nos níveis das propriedades anti-inflamatórias do colesterol HDL está associada a um maior risco de doença cardíaca. 
 
Os investigadores concluem que seguir uma dieta mediterrância rica em azeite virgem pode proteger a nossa saúde cardiovascular de muitas formas diferentes que incluem optimizar o trabalho do bom colesterol. 
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.