Dieta mediterrânea diminui risco de diabetes

Estudo publicado nos “Annals of Internal Medicine”

09 janeiro 2014
  |  Partilhar:

Os indivíduos com elevado risco de desenvolver doenças cardíacas e que adotam uma dieta mediterrânea rica em azeite podem diminuir o seu risco de desenvolver diabetes, mesmo sem restringir o consumo de calorias ou aumentar a prática de exercício físico, defende um estudo publicado nos “Annals of Internal Medicine”.
 

Neste estudo os investigadores da Universidade Rovira i Virgili, em Espanha, contaram com a participação de mais de 3.500 indivíduos, com idades compreendidas entre os 55 e os 80 anos de idade, e com um levado risco de desenvolver doenças cardíacas. Os participantes foram divididos em três grupos distintos: o primeiro adotou uma dieta mediterrânea rica em azeite, o segundo adotou uma dieta mediterrânea suplementada com frutos secos e o terceiro, o grupo de controlo, seguiu uma dieta com baixo teor de gorduras. Não foram dadas recomendações especiais referentes à perda de peso ou aumento da atividade física.  
 

Ao longo dos quatro anos do período de acompanhamento, os investigadores verificaram que 80 indivíduos do grupo que adotou uma dieta mediterrânea rica em azeite desenvolveram diabetes, comparativamente com os 92 do grupo em que a dieta foi suplementada com frutos secos e os 101 do grupo de controlo.
 

Após terem ajustado alguns fatores que poderiam contribuir para o desenvolvimento da diabetes, os investigadores constataram que, comparativamente com os indivíduos do grupo de controlo, os incluídos no grupo em que a dieta mediterrânea foi suplementada com azeite apresentavam um risco 40% menor de desenvolver diabetes.
 

“Estes resultados sugerem que é possível reduzir o risco da diabetes através da alteração da composição da dieta”, revelou, em comunicado de imprensa, a editora da revista onde o estudo foi publicado.
 

No entanto, Christine Laine espera que estes resultados não desancoragem as pessoas de controlarem o peso, bem como a praticarem exercício físico. O excesso de peso é um fator conhecido da diabetes tipo 2, e a dieta e o exercício podem ajudar a controlar o peso. A prática de exercício físico e o controlo do peso conjuntamente com a adoção de uma dieta mediterrânea pode teoricamente reduzir ainda mais o risco da diabetes.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.