Dieta e habitat alteram ADN humano

Estudo divulgado pela Public Library of Science Biology

24 março 2006
  |  Partilhar:

Cientistas detectaram sinais que apontam para processos evolutivos recentes no código genético humano e parecem indicar que a dieta e as alterações no habitat causam efeitos duradouros na estrutura hereditária, segundo um estudo divulgado na Public Library of Science Biology. Num dos primeiros estudos pormenorizados do genoma humano, os investigadores descobriram mais de 700 pequenas alterações genéticas que, segundo julgam, ocorreram nos últimos cinco a dez mil anos. As alterações genéticas descobertas terão surgido num período em que os seres humanos avançavam de regiões próximas do equador para norte e começavam a desenvolver a agricultura. Entre as mudanças mais surpreendentes estão as de cinco genes relacionados com a cor da pele: em latitudes mais setentrionais, onde a intensidade solar é mais débil que na zona equatorial, uma cor mais pálida permitiu à pele produzir mais vitamina D. Mas o avanço para norte teve outras implicações para a saúde humana: enquanto que o código genético dos africanos examinados contém um gene que faz com que o metabolismo retenha o sal perdido na transpiração, os europeus e os asiáticos têm uma variante que permite libertar mais sal e pode actuar como defesa contra a hipertensão. O estudo revelou também a emergência de um gene que existe actualmente em 90 por cento dos europeus e lhes permite digerir leite até à idade adulta, o que se julga ser uma consequência da intensificação da criação de gado. Fonte:Lusa MNI- Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.