Dieta com elevado teor proteico aumenta risco de cálculos renais

Estudo realizado pela Universidade de Granada

29 janeiro 2014
  |  Partilhar:
A adoção de uma dieta rica em proteínas aumenta o risco de desenvolvimento de cálculos renais e outras doenças renais, defende um estudo levado a cabo pelos investigadores da Universidade de Granada.
 
A dieta de Dukan é uma das dietas rica em proteínas que tem tido, recentemente, uma grande popularidade. No entanto, esta tem sido considerada controversa e associada a falta de energia, obstipação, deficiências em vitaminas e de minerais, bem como parece também afetar a respiração. 
 
Agora o estudo levado a cabo pelos investigadores liderados por Virginia A. Aparicio, defende que as dietas similares à dieta de Dukan podem também aumentar o risco de desenvolvimento de doenças renais e têm um efeito negativo nos marcadores renais e morfológicos.
 
O estudo apurou ainda que a dieta com elevado teor proteico pode promover o desenvolvimento de patologias como a nefrolitíase, também conhecida por cálculos renais ou ainda pedras nos rins. Os investigadores explicam que este processo ocorre uma vez que este tipo de dieta reduz drasticamente o citrato (um inibidor da cristalização do cálcio) na urina, bem como o pH da urina e aumenta o níveis de cálcio na urina, para compensar a acidez causada pelo excesso de proteína. 
 
De forma a chegarem a estas conclusões, os investigadores espanhóis incluíram nas suas experiências 20 ratinhos, os quais foram divididos em dois grupos. O primeiro grupo foi alimentado com uma dieta com elevado teor de proteínas, enquanto o segundo foi alimentado com uma dieta habitual. Os ratinhos foram acompanhados ao longo de 12 semanas, o equivalente a nove anos no caso dos humanos. 
 
O estudo apurou que os ratinhos que adotaram uma dieta rica em proteínas perderam, ao longo das 12 semanas, 10% do seu peso. Foi ainda observado que os níveis de citrato na urina destes ratinhos eram 88% mais baixos e o pH era 15% mais ácido.  
 
Os investigadores verificaram ainda que nos animais alimentados com uma dieta rica em proteínas, o peso dos rins tinha aumentado 22%, o da área glomerular (rede de capilares que filtram o sangue nos rins) 13% e o do colagénio encontrado em torno dos capilares tinha aumentado 32%. 
 
Com base nestes resultados, Virginia A. Aparicio aconselha os indivíduos que seguem a dieta de Dukan, ou outras similares a vigiar de perto a sua saúde uma vez que esta pode ter, a longo prazo, efeitos adversos.  
 
A investigadora acrescenta que os efeitos negativos das dietas com elevado teor de proteínas podem ser compensados com a ingestão de uma grande quantidade de frutas e vegetais uma vez que estes alimentos reduzem o risco de desenvolvimento de cálculos. Esta diminuição ocorre devido ao seu elevado teor de magnésio e potássio o qual compensa a acidez da dieta. 
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.