Dieta antes da gravidez influencia parto prematuro

Estudo publicado no “The Journal of Nutrition”

28 maio 2014
  |  Partilhar:

Investigadores americanos confirmaram pela primeira vez que as mulheres que têm uma dieta pobre antes da gravidez têm um maior risco de parto prematuro, comparativamente com as que adotam uma dieta saudável, revela um estudo publicado no “The Journal of Nutrition”.
 

Neste estudo, os investigadores da Universidade de Adelaide, na Austrália, analisaram os padrões de dieta de 300 mulheres, de forma a tentar perceber melhor quais os seus hábitos dietéticos antes da gravidez.
 

O estudo apurou que as mulheres que consistentemente ingeriram uma dieta rica em proteínas e frutas antes da gravidez tinham um risco 50% menor de terem um parto prematuro comparativamente com aquelas que adotavam uma dieta rica em gorduras, alimentos açucarados e fast-food.
 

Os investigadores referem que o parto prematuro é a principal causa de doença e morte infantil ocorrendo em, aproximadamente, uma em cada 10 gravidezes globalmente. “Tudo o que podemos fazer para melhor compreender as condições que levam ao nascimento prematuro será importante para ajudar a melhorar a sobrevivência e a saúde a longo prazo das crianças ", referiu em comunicado de imprensa a primeira autora do estudo, Jessica Grieger.
 

O estudo constatou que as mulheres que ingeriam alimentos ricos em proteínas, incluindo carnes magras, peixes, bem como frutas, grãos integrais e legumes, tinham um risco significativamente menor de parto prematuro. Por outro lado, as mulheres que consumiam fast-food, batatas fritas, bolos, biscoitos e outros alimentos ricos em gordura saturada e açúcar eram mais propensas a ter bebés pré-termo.
 

“A dieta é um importante fator de risco que pode ser modificado. Nunca é tarde demais para fazer uma mudança positiva. Esperamos que o nosso trabalho ajude a promover uma dieta saudável antes e durante a gravidez e que consequentemente ajude a reduzir o número de mortes neonatais e melhore a saúde das crianças", conclui a investigadora.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.