Diagnóstico de Lúpus demora em média um ano e meio

Declarações do Coordenador Nacional do Núcleo de Estudos de Doenças Auto-Imunes

01 maio 2006
  |  Partilhar:

 

O tempo médio de diagnóstico do Lúpus, uma doença crónica que afecta cerca de cinco mil portugueses, é de um ano e meio, afirmou o Coordenador Nacional do Núcleo de Estudos de Doenças Auto-Imunes (NEDAI).
 

 

Em declarações aos jornalistas no âmbito da XII Reunião Anual do NEDAI da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna, que decorreu recentemente no Porto, Luís Campos explicou que esta doença, provocada por alterações no sistema imunológico, afecta principalmente mulheres jovens.
 

 

A doença, de origens ainda não totalmente esclarecidas, tem muitas vezes "um curso benigno, mas pode ter complicações críticas em qualquer órgão ou sistema", disse o especialista, realçando que se trata de uma doença altamente consumidora de recursos e cujo numero de casos está a aumentar.
 

 

"Este leque de gravidade e o seu carácter multisistémico fazem do lúpus uma doença para a qual os internistas estão particularmente vocacionados", afirmou Luís Campos, referindo que a nível nacional existem 30 unidades de saúde públicas com consultas da especialidade.
 

 

A XII reunião anual do NEDAI, com especialistas nacionais e europeus, coincidiu com o IX Workshop of the European Working Party on Sistemic Lúpus Erythe matousus, destinado a promover projectos cooperativos de investigação a nível europeu.
 

 

Fontes: Lusa e Diário de Notícias
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.