Diabéticos: perda de visão afeta tarefas diárias

Conclusões do Barómetro da Retinopatia Diabética

28 novembro 2016
  |  Partilhar:
A maioria dos adultos diabéticos inquiridos sobre a doença afirma que a perda de visão afetou as suas atividades diárias, como a condução e o trabalho, e dificultou, ou mesmo impossibilitou, o cumprimento de tarefas domésticas.
 
De acordo com as conclusões do Barómetro da Retinopatia Diabética, as limitações da perda de visão foram reportadas por 94% dos inquiridos.
 
Segundo a notícia avançada pela agência Lusa, o barómetro resulta de inquéritos realizados a 4.340 adultos diabéticos e 2.329 profissionais de saúde de 41 países. Em Portugal, responderam ao inquérito 73 adultos diabéticos e 80 profissionais de saúde.
 
O barómetro indicou ainda que 48% dos doentes tiveram longos tempos de espera para uma consulta como “uma barreira para exames oftalmológicos”.
 
Mais de um quarto dos inquiridos nunca discutiu a saúde ocular com o seu médico ou só o fizeram após aparecerem sintomas associados, enquanto um pouco menos estão inscritos em programas de gestão da diabetes.
 
Dos diabéticos com retinopatia diabética e edema macular diabético, um quarto afirma que as alterações da visão dificultaram a gestão da diabetes.
 
Uma larga maioria (83%) dos inquiridos com doença ocular diabética já tive dias com debilidade física ou psicológica. Quase um quarto dos profissionais de saúde inquiridos “não tem protocolos escritos disponíveis para a gestão da diabetes”.
 
De acordo com o Observatório da Diabetes, em 2014, a prevalência estimada da doença na população portuguesa com idades compreendidas entre os 20 e os 79 anos foi de 13,1%.
 
No mesmo ano, 8.320 foram identificadas para tratamento da retinopatia diabética.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentar