Diabéticos em Bragança são quase o triplo da média nacional

Estudo da Escola Superior de Saúde

09 fevereiro 2011
  |  Partilhar:

A prevalência da diabetes na população de Bragança é de quase o triplo da média nacional, de acordo com um estudo, divulgado pela agência Lusa, que revela ainda que o número de mulheres com a doença é superior ao dos homens.

 

Nesta região ocorre o contrário da regra geral do país, em que são os homens os mais afectados, segundo explicou à Lusa, Augusta Mata, a directora do curso de pós licenciatura de especialização em Enfermagem Comunitária.

 

Este é o primeiro curso do género na Escola Superior de Saúde e foi dentro do âmbito desta formação que enfermeiros que trabalharam em sete centros de saúde do Nordeste Transmontano realizaram o estudo.

 

Ao todo foram realizadas 1.651 entrevistas a utentes com mais de 18 anos e detectada uma taxa de 32% de prevalência da diabetes, “o que é muito elevado relativamente ao panorama nacional”, segundo a directora, já que a média nacional ronda os 12,7%.

 

Os dados indicam ainda que quer a prevalência quer o risco são maiores nas pessoas com idade superior a 45 anos. As conclusões atribuem esta realidade a antecedentes familiares da doença, a hereditariedade, maus hábitos alimentares e falta de exercício físico. Augusta Mata ressalva que “os dados foram recolhidos a nível dos centros de saúde onde as pessoas que mais recorrem são já portadoras de doença” e sugere que o estudo sirva agora para um trabalho mais aprofundado junto da população local.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.