Diabetes tipo 1 nas crianças pode ser diagnosticada através da respiração?

Estudo publicado no “Journal of Breath Research”

01 dezembro 2014
  |  Partilhar:

Investigadores do Reino Unido identificaram, na respiração das crianças, um marcador químico para a diabetes tipo 1 que tem o potencial de diagnosticar precocemente esta doença antes do desenvolvimento da cetoacidose diabética, sugere um estudo publicado no “Journal of Breath Research”.
 

A cetoacidose diabética, uma condição potencialmente fatal, ocorre quando os níveis de insulina no organismo são extremamente baixos o que faz com que este utilize gordura, em vez da glucose, para a obtenção de energia. Os compostos orgânicos conhecidos por cetonas são o subproduto do metabolismo das gorduras, que se não forem controlados podem aumentar e fazer com que o organismo fique ácido.
 

Há mais de 200 anos que se sabe que a acetona, a mais simples das cetonas, produz um odor doce na respiração dos indivíduos com diabetes.
 

Neste estudo, os investigadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, recolheram amostras do ar expirado de 113 crianças e adolescentes com diabetes tipo 1, que tinham entre sete e 18 anos.
 

Os investigadores começaram por medir os níveis de acetona e de outra cetona, o isopreno, na respiração dos participantes. Estes níveis foram comparados com os níveis de cetona e glucose no sangue. As duas medições foram realizadas na mesma altura.
 

Não foi encontrada nenhuma associação entre os níveis de isopreno e acetona no ar expirado e os níveis de glucose sanguínea. No entanto o estudo apurou que os participantes que tinham níveis elevados de acetona no ar expirado também apresentavam níveis aumentados de um tipo de cetona, conhecida por beta-hidroxibutirato, no sangue.

 

“Os nossos resultados demonstraram que é realisticamente possível utilizar as medições da acetona no ar expirado para estimar as cetonas no sangue”, revelou, em comunicado de imprensa, um dos coautores do estudo, Gus Hancock.

 

O investigador acrescenta que se a relação entre os níveis de acetona na respiração e a cetona no sangue se verificar para níveis mais elevados de cetonas, um teste respiratório simples pode ajudar a evitar o internamento das crianças, uma vez que fornece um aviso sobre o possível desenvolvimento de cetoacidose diabética.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.