Diabetes: números de mortes bateram recordes em 2012

Dados do relatório do Observatório Nacional da Diabetes

28 novembro 2013
  |  Partilhar:

No ano passado, o número de pessoas que morreram com diabetes em Portugal atingiu o valor mais elevado de sempre, 13 óbitos diários, de acordo com o relatório do Observatório Nacional da Diabetes.
 

A notícia avançada pela agência Lusa refere que em 2012 aumentou também o número de amputações associadas à doença, invertendo a tendência de redução que se verificava nos últimos anos, de reinternamentos e de novos casos entre crianças e jovens com menos de 14 anos.
 

O documento refere que em 2012 morreram 4.867 pessoas devido à diabetes, um recorde absoluto de mortes por esta doença, que tinham diminuído entre 2010 (4.744) e 2011 (4.536). No que respeita à mortalidade hospitalar, o observatório sublinha que um em cada quatro óbitos nas unidades do Serviço Nacional de Saúde (SNS) foi de uma pessoa com diabetes.
 

O relatório aponta para uma perda de sete anos de vida por cada óbito na população com idade inferior a 70 anos. O número de amputações major (do pé ou do membro inferior) também aumentou, contrariando a tendência de diminuição verificada nos últimos anos.
 

Relativamente ao número de novos casos de diabetes, continua a aumentar, tal como se vem verificando nos últimos dez anos, com uma taxa de crescimento médio anual de 3,8%, de 377 por cada 100 mil indivíduos (em 2000) para entre 500 e 900 (em 2012).
 

Quanto à prevalência da doença em 2012, foi de 12,9% (um ligeiro aumento face aos 12,7% do ano anterior) da população com idades entre os 19 e os 79 anos, o que corresponde a mais de um milhão de pessoas.
 

O documento revela ainda que a incidência da diabetes tipo 1 nas crianças e jovens até aos 19 anos tem também aumentando nos últimos anos. Na faixa mais jovem, até aos 14 anos, foi onde se detetou o maior número de novos casos de diabetes tipo 1 (19,7 novos casos por 100 mil crianças da mesma idade), valor que ultrapassa os 16,3 novos casos registados em 2011 e bastante superior ao registado em 2003.
 

O observatório refere ainda que mais de uma em cada dez pessoas em Portugal tem diabetes, mas quase metade (44%) ainda não está diagnosticada. A prevalência é bastante maior entre os homens (15,4%) do que entre as mulheres (10,6%), e perto de metade da população portuguesa (39,6%) já tem diabetes ou está em risco de a desenvolver.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.