Diabetes: novo fator de risco identificado

Estudo publicado na revista “Diabetologia”

29 junho 2016
  |  Partilhar:

Um baixo peso à nascença influenciado por fatores genéticos aumenta o risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2, dá conta um estudo publicado na revista “Diabetologia”.
 

Apesar de alguns estudos observacionais já terem associado um baixo peso à nascença com um risco elevado de diabetes tipo 2, ainda permanece por esclarecer se esta associação é casual. Fatores como a situação socioeconómica e estilo de vida são difíceis de eliminar neste tipo de estudos. Contudo, é menos provável que a análise de associação genética seja afetada por este tipo de fatores.
 

De forma a tentar clarificar esta associação, os investigadores da Universidade de Tulane, nos EUA, analisaram 3.627 casos de diabetes tipo 2 e 12.974 controlos. Foi criada uma pontuação de risco genético (GRS, sigla em inglês) que teve por base as cinco variações genéticas associadas a um baixo peso à nascença, conhecidas como polimorfismos de nucleótideo único (SNP, sigla em inglês).
 

O estudo apurou que por cada aumento de um ponto no GRS, o risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2 aumentava seis por cento. Através da utilização de uma técnica estatística específica, os investigadores constataram que um baixo peso à nascença estava de facto a causar um risco aumentado de diabetes tipo 2.
 

“Este estudo é o primeiro a investigar a potencial relação causal entre o baixo peso à nascença e risco de diabetes tipo 2”, referem, em comunicado de imprensa, os investigadores.
 

Uma vez que o baixo peso à nascença representa uma restrição do crescimento intrauterino (crescimento fetal), não se pode excluir que são, de facto, os fatores de risco desta restrição de crescimento que estão a causar o baixo peso à nascença e consequentemente o desenvolvimento da diabetes tipo 2. Os fatores de risco para a restrição de crescimento intrauterino incluem má nutrição, anemia, infeções e insuficiência placentária.
 

"Um baixo peso à nascença influenciado por fatores genéticos foi associado a um aumento da suscetibilidade à diabetes tipo 2. Os nossos resultados apoiam uma potencial relação causal entre o peso à nascença e o risco de diabetes tipo 2, fornecendo uma nova evidência para apoiar o papel das exposições intrauterinas na patogénese da diabetes tipo 2“, concluem os autores do estudo.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.