Diabetes faz duplicar propensão para se desenvolver cataratas

Estudo publicado na revista “Eye”

07 fevereiro 2018
  |  Partilhar:
Um novo estudo indicou que as pessoas com diabetes apresentam o dobro do risco de desenvolverem cataratas.
 
O estudo que foi conduzido por uma equipa de investigadores da Unidade de Visão e Olhos da Universidade de Anglia Ruskin, Inglaterra, apurou ainda que esta propensão é mais elevada em pacientes com 45 a 54 anos de idade.
 
Para o estudo, a equipa de investigadores contou com dados retirados dos processos clínicos de 56.510 pacientes com diabetes, com 40 anos e mais de idade. A informação dos processos clínicos integrava a base de dados “Clinical Practice Research Datalink”, que abrange 7% da população do Reino Unido e é representativa da demografia geral relativamente a idades, sexo e distribuição geográfica.
 
Como resultado, os investigadores descobriram que tinham sido diagnosticadas cataratas em 20,4 de cada 1.000 pacientes. Na população geral, a taxa é de 10,8 por cada 1.000 indivíduos.
 
Foi ainda verificado, como acima mencionado, que os pacientes com diabetes na faixa etária dos 45 aos 54 anos tinham uma propensão substancialmente maior de desenvolverem cataratas em comparação com os indivíduos saudáveis na mesma faixa etária.
 
Naquele grupo os indivíduos que tinham entre 45 a 49 anos de idade apresentavam um 4,6 risco maior de virem a ter cataratas do que os saudáveis e os de 50 a 54 anos de idade exibiam um risco 5,7 vezes maior de cataratas do que os indivíduos saudáveis.
 
Rupert Bourne, coautor do estudo, comenta os achados: “o relatório indicou que ter diabetes faz duplicar o risco de se ser diagnosticado com uma catarata e que esse risco é seis vezes maior se um paciente diabético tiver doença da retina diabética significativa, denominada maculopatia diabética”.
 
As cataratas são uma das causas principais da perda global da visão. Num estudo efetuado anteriormente, foi verificado que as cataratas contribuíam para a perda de visão significativa ou cegueira em 65 milhões de pessoas no mundo inteiro.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar