DGS e dentistas unem-se para campanha sobre alimentação na infância

Dia Mundial da Alimentação

16 outubro 2015
  |  Partilhar:
A Direção-Geral da Saúde (DGS) e a Ordem dos Médicos Dentistas (OMD) uniram-se para empreender uma campanha que alerta os mais jovens para a promoção de uma alimentação saudável para evitar riscos relacionados com a saúde oral, cardiovascular e diabetes.
 
No âmbito do Dia Mundial da Alimentação, que se celebra hoje, a DGS irá fazer chegar a todas as Bibliotecas Escolares um cartaz de alerta para a relação entre a saúde oral e os alimentos que ingerimos, uma iniciativa apoiada pelo Plano Nacional de Leitura e pelo Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável.
 
A OMD, por sua vez, irá distribuir cartazes pelos médicos dentistas para que estes possam divulga-los junto dos seus doentes e aconselhar estes últimos.
 
Apesar de esta campanha ter como alvo principal as crianças, procura também sensibilizar, através de textos curtos e diretos, tanto profissionais de saúde como professores para os riscos que alguns alimentos representam para a saúde oral.
 
De acordo com informação da DGS à agência Lusa, através de “imagens divertidas e apelativas”, tenta-se explicar por que razão o açúcar é um dos inimigos de uma boca saudável e de que forma este contribui para a destruição do esmalte dos dentes.
 
Apesar a mensagem não incidir na proibição do açúcar, mas sim de consumo ocasional, alerta para as várias formas em que este se pode encontrar de forma dissimulada nos alimentos, nomeadamente naqueles que são refinados, nos sumos e refrigerantes, assim como nas batatas fritas.
 
Além disso, procura-se inculcar nas crianças o consumo de legumes, leguminosas, fruta fresca, frutos secos, leite e seus derivados.
 
A DGS lembra que a cárie dentária é a doença mais comum em todo o mundo, com 90% da população atingida, e alerta que a saúde oral tem impacto em doenças como a diabetes e as doenças cardiovasculares, que são das mais comuns em Portugal.
 
Paulo Ribeiro, secretário-geral da OMD, em declarações à Lusa, salienta que estudos da Organização Mundial de Saúde (OMS) sugerem que as taxas mais altas de cárie dentária ocorrem quando o nível de ingestão de açúcares é superior a 10% da ingestão calórica total, o equivalente a 50 gramas por dia.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.