Dez mil novos cancros da pele por ano

Alerta da Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo

28 abril 2011
  |  Partilhar:

Dez mil novos cancros da pele surgem por ano em Portugal, provocados por exposições solares excessivas, alertou a Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo, quando os portugueses começam a expor-se ao sol.

 

“São para cima de 10 mil novos casos de cancros da pele por ano e mais de mil novos melanomas [cancro da pele de maior gravidade]”, disse à agência Lusa o dermatologista e secretário-geral da Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo, Osvaldo Correia.

 

De acordo com o especialista, os cancros da pele têm vindo a aumentar quer em Portugal quer em vários países da Europa e estão associados “a uma maior exposição solar, sobretudo aquela que é episódica, súbita mas intensa e que ocorre fora da altura balnear habitual”, sobretudo em idades de criança, adolescente ou adulto jovem.

 

No caso do cancro da pele mais grave, com uma taxa de mortalidade entre os 10 e os 15% ao fim de cinco anos, “se o melanoma não for tratado precocemente são poucas as possibilidade terapêuticas para salvar uma pessoa”, explicou o dermatologista.

 

Numa altura em que a pele ainda não está preparada para exposições intensas, o médico aconselha as pessoas a fazerem exposições lentas, progressivas ao início ou ao fim do dia. Igualmente importante é fazerem-se auto-exames da pele de modo a contribuir para os diagnósticos precoces.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.