Desporto e calor: os perigos

Indicações de Tim McLane da Georgia Regent Sports Medicine Center, EUA

21 agosto 2014
  |  Partilhar:

Com a chegada do calor é frequente a prática de desportos e outras atividades físicas ao ar livre, muitas vezes sob calor intenso.


No entanto, a prática de desporto ao livre, no tempo de calor, poderá ser muito perigosa, especialmente para os atletas, já que em condições extremas o corpo pode perder a capacidade de regular a sua temperatura e de arrefecer, como consequência.


Torna-se, portanto, essencial proteger o organismo de cãibras produzidas pelo calor, de golpes de calor e de insolação. “Embora o treino e a preparação sejam importantes para se ser bem-sucedido no desporto, torna-se vital a segurança em termos de calor para proteger a saúde de todos os atletas”, aconselha Tim McLane, especialista nesta área.


Deve-se estar sempre atento aos sintomas das doenças relacionadas com o calor. Os golpes de calor manifestam-se através de espasmos dolorosos nas pernas, braços e zona lombar. Os sintomas dos golpes de calor passam também por cansaço fora de comum, arrepios, náuseas, dores de cabeça, tonturas e vómitos.


Finalmente, a insolação, um caso grave, manifesta-se por tonturas, confusão, irritabilidade e súbita falta de coordenação. Estes casos podem progredir para convulsões e mesmo morte. Se desconfiar que o atleta está a sofrer uma insolação deve chamar imediatamente uma ambulância para que este seja visto num hospital. Entretanto, pode tentar arrefecer o corpo do atleta rapidamente com toalhas molhadas e frias.


Para evitar as cãibras produzidas pelo calor, deve-se em primeiro lugar descansar, fazer alongamentos e manter-se hidratado. Deve também optar por roupa larga e de cores claras, adaptar-se ao calor de forma gradual (ou seja, aumentar a intensidade e duração dos treinos progressivamente), praticar exercício à sombra, se possível, monitorizar os níveis de suor pesando-se antes e após o treino e limitar o tempo passado a treinar nas horas de mais calor. No entanto, se não se sentir bem durante o treino deverá alertar imediatamente o treinador.


A desidratação pode ocorrer num curto espaço de tempo, em dias de calor intenso, e constitui um dos fatores principais das doenças relacionadas com o calor. O especialista aconselha que os atletas optem por bebidas desportivas pouco adocicadas em vez de água e que evitem sumos e bebidas gaseificadas. Antes, durante e após a prática de desporto, os atletas devem beber líquidos em abundância de forma a prevenirem a desidratação e a reporem os líquidos perdidos durante a prática do exercício.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.