Desmanteladas redes de abusos sexuais

Pedofilia e pornografia infantil penalizada em todo o mundo

02 janeiro 2004
  |  Partilhar:

Ao longo de 2003 várias foram as redes de pedofilia desmanteladas no mundo. Um pouco por todo o lado, as autoridades policiais e judiciais revelam uma atenção cada vez maior contra o abuso sexual de menores, não hesitando em investigar algumas personalidades públicas referenciadas pelos menores.No Chile, está a ser investigada a chamada «rede Spiniak», depois de, em Outubro, ter sido preso o conhecido empresário Cláudio Spiniak, que admitiu dar festas em sua casa onde menores dos dois sexos eram abusados sexualmente. O eventual envolvimento de políticos na rede está a abalar o país.Na Costa Rica, já foram decretadas várias prisões preventivas depois de se ter investigado a presumível entrega de meninas para serem abusadas por membros da elite política. Esta uma rede, liderada pr Sinais Munoz, que se manteve em segredo durante 15 anos.No Brasil, a opinião pública ficou chocada quando foi noticiado o alegado envolvimento de um magistrado, Luiz Taques de Macedo, numa rede de pedofilia desmantelada pela polícia e que também envolveria autarcas e empresários.Em Espanha, no âmbito da Operação Troy, foi recentemente descoberta uma rede de pornografia infantil pela Internet. A polícia espanhola revelou, a 18 de Dezembro, a detenção de 27 pessoas. Nas imagens pornográficas, que terão sido enviadas para os Estados Unidos e para a Suécia, nomeadamente, surgem fotografias de crianças com apenas cinco, seis anos.Antes disso tinha sido a vez de as autoridades francesas fazerem um anúncio idêntico: sete pessoas detidas pelo alegado envolvimento numa rede de pedopornografia na Internet. Esta operação, realizada simultaneamente em várias cidades francesas, foi possível depois de, em Outubro de 2002, ter sido detido um homem que 23 anos, que faria a distribuição das imagens pornográficas na Internet. Irlanda e Rússia foram outros dois países que conseguiram desmantelar redes com as mesmas características.Fonte: Diário de Notícias

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.