Desinfectar o exterior de alimentos é insuficiente para eliminar patogénios

Estudo publicado nas revistas “Journal of Food Protection” e “Food Research International”

24 agosto 2011
  |  Partilhar:

Desinfectar o exterior dos produtos pode ser insuficiente para eliminar os patogénios de alimentos nocivos, de acordo com um estudo realizado pela Universidade de Purdue, EUA, que demonstrou que a salmonella e a e. coli podem viver dentro dos tecidos vegetais.

 

A e.coli 0157: H7 encontra-se nos tecidos de soja e a salmonella nas plantas de amendoim, após as sementes serem contaminadas com o patogénio antes da plantação. A investigadora pós-doutorada em ciência dos alimentos, Amanda Deering, assegura que "as sementes podem estar contaminadas antes ou após a plantação, através do solo ou água contaminados."

 

"Os patogénios estavam em todos os tecidos, incluindo o tecido que transporta os nutrientes nas plantas", explicou Deering, cuja pesquisa foi publicada nas revistas “Journal of Food Protection” e “Food Research International”.
 
"Encontrar os  patogénios dentro das plantas tem sido um desafio, porque as provas requerem cortar partes da planta, o que pode causar a migração de bactérias do exterior para o interior, ou vice-versa. É difícil saber onde pode ter estado um patogénio antes de ser cortado da planta", explicou, em comunicado de imprensa, Robert Pruitt, co-autor do estudo, acrescenta que “os resultados são muitas vezes imprecisos dado que os métodos permitem a movimentação das bactérias".

 

Para o estudo, a equipa usou um fixador para congelar a localização das bactérias nos tecidos da planta antes de cortarem as amostras. Os anticorpos marcados com fluorescência foram usados para detectar patogénios num processo chamado imunohistoquímica. "Isso mostra a situação mais próxima do que estava na planta quando os agentes patogénicos estavam vivos” e “o aumento do número de bactérias manteve-se durante, pelo menos 12 dias, tempo que normalmente demora a pesquisa", explicou Deering.

 

De acordo com Deering e Pruitt, "para uma higienização adequada deve-se eliminar a salmonella e a e.coli da superfície do alimento, bem como nos tecidos internos", por isso, é aconselhado "cozinhar os alimentos a temperaturas que matem e eliminem os patogénios”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.