Desinfecção da água através da luz solar

Cientistas suíços sugerem método para ajudar os países atingidos pelo sismo

10 janeiro 2005
  |  Partilhar:

 

 

Cientistas suíços propuseram na semana passada um método simples para tornar potável a água contaminada nos países asiáticos afectados pelo sismo de 26 de Dezembro, que se baseia na exposição de garrafas de plástico ao Sol.
 

 

Trata-se de um método de desinfecção solar da água desenvolvido há mais de dez anos pelo Instituto Federal Helvético para a Depuração e Protecção de Águas e que se chama «Sodis».
 

 

Martin Wegelin, um dos cientistas daquele instituto, disse que o método consiste em encher com água contaminada dois terços de uma garrafa de plástico transparente, agitá-la durante 20 segundos e expô-la ao Sol em posição horizontal durante seis horas.
 

 

Explicou que os microrganismos patogénicos são destruídos pela acção dos raios ultravioletas e o aumento da temperatura da água, e que a eficácia do método aumenta se for pintada de negro a parte inferior das garrafas.
 

 

Acrescentou que a utilização deste sistema facilita o transporte e armazenamento da água e permite fazer frente aos problemas de saúde derivados da falta de água potável na zona. Esta solução já foi utilizada com êxito na Bolívia, Colômbia, Burkina Faso, China, Índia, Indonésia, Sri Lanka, Tailândia e Togo, indicou.
 

 

Wegelin disse também que o seu instituto tem estado em contacto com a Organização Mundial de Saúde (OMS) desde o início da catástrofe.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.