Desilusão dói como um murro no estômago

Cientistas visualizam a dor

04 maio 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

A sensação é familiar a todos os que esperam que o seu nome seja proferido para aquela vaga no novo emprego ou pelo resultado de um exame escolar. A desilusão toma a forma de uma sensação horrível, quase dolorosa para o estômago.
 

 

E esta sensação de «murro na barriga» é real. Segundo um estudo norte-americano, baseado na análise de tomografias cerebrais, um desaire social afecta o cérebro precisamente da mesma maneira que uma dor visceral.
 

O estudo também pode demonstrar porque dói perder alguém que se ama, referem os investigadores.
 

 

Matt Lieberman, o psicólogo social da Universidade da Califórnia em Los Angeles, EUA, liderou o trabalho, avaliando imagens cerebrais de 13 voluntários para estabelecer de que modo as angustias sociais afectam o cérebro.
 

 

Para tal usaram representações magnéticas funcionas, um tipo de exame que permite ver «in vivo» a actividade do cérebro. Os 13 voluntários receberam uma tarefa que não sabiam que estava relacionada a uma experiência sobre desaire social.
 

 

No artigo da revista «Science», Lieberman e Eisenberger disseram que os cérebros dos voluntários acendiam nos mesmos locais quando perdiam os jogos e quando sofriam de alguma dor física. «Era estranho que a dor social fosse exactamente a mesma coisa que sentida por alguém que sofre com o braço partido», explicou Lieberman, acrescentando ser muito mais uma dor visceral. Por outras palavras, um murro no estômago.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.