Desigualdades entre homens e mulheres estão mais vincadas

Dados do Global Gender Gap Index2009

30 outubro 2009
  |  Partilhar:

As desigualdades entre homens e mulheres no acesso a recursos e oportunidades ficou mais marcada este ano, refere o Global Gender Gap Index2009, apresentado esta semana em Nova Iorque.

 

Num ano marcado pela crise financeira, a desigualdade entre homens e mulheres ficou ainda mais vincada, com Portugal a cair cinco posições face a 2008, ocupando o 46º lugar num ranking de 134 países. Em 2006, ocupava o 33º lugar.

 

Numa escala de 1 (igualdade total) a 0 (desigualdade total), Portugal obtém 0,7013 pontos, o mesmo que o Cazaquistão e a Jamaica, e imediatamente atrás do Peru e Israel.

 

Das quatro componentes avaliadas, a Participação Política das portuguesas é a mais pontuada (47º lugar) e Saúde e Condições de Sobrevivência a pior (80º).

 

No primeiro lugar da lista está a Islândia, seguida da Finlândia, Noruega e Suécia. No fundo da tabela estão países, na sua maioria, muçulmanos: Qatar, Egipto, Mali, Irão, Turquia, Arábia Saudita, Benim, Paquistão, Chade e Iémen.

 

Uma participação mais activa das mulheres na vida económica, política e académica é uma condição para uma "rápida retoma económica", mas também para o combate às alterações climáticas, segurança alimentar e redução dos conflitos, alertou o fundador e presidente do Global Gender Gap, Klaus Schwab.

 

O relatório anual é elaborado com a colaboração de diversas universidades norte-americanas, incluindo a Harvard e Berkeley.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.