Desenvolvida vacina mais abrangente com duas proteínas do vírus influenza

Estudo publicado na revista “Advanced Healthcare Materials”

10 janeiro 2020
  |  Partilhar:
Investigadores da Universidade do Estado da Geórgia, EUA, desenvolveram uma vacina contra o vírus influenza que protege contra mais estirpes.
 
A gripe é uma doença respiratória contagiosa causada pelo vírus influenza. As vacinas sazonais são insuficientes na prevenção, pois uma das proteínas do vírus muda muito rapidamente, obrigando os cientistas a aperfeiçoar a vacina todos os anos.
 
Neste estudo, é desenvolvida uma vacina que se foca em proteínas do vírus que não são tão rapidamente mutáveis. A vacina de duas camadas de nano-partículas contém duas proteínas do vírus influenza: o ectodomínio da proteína M2 (M2e) e neuraminidase (NA).
 
A proteína M2e está presente em todas as estirpes do vírus e altera-se muito lentamente. A proteína NA está presente na superfície do vírus e também sofre alterações de forma mais lenta que as outras proteínas.
 
Para testar a vacina, vacinaram-se ratos intramuscularmente e depois os animais foram expostos a seis estirpes do vírus influenza. A vacina demonstrou ter um efeito prolongado e eficaz que não se alterou durante 4 meses após a imunização.
 
Ye Wang, investigador principal, conclui: “Esta combinação de nano-partículas antigénicas conferiu uma proteção forte e cruzada aos ratos. Em cada época temos diferentes estirpes a afetar-nos.” 
 
Com esta abordagem os investigadores esperam que se possa proteger os humanos com uma só vacina universal.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Comentários 0 Comentar