Desenvolvida plataforma para consultas “online” de psicologia

Estudo desenvolvido por equipa de portugueses

12 março 2018
  |  Partilhar:
Uma equipa do Porto desenvolveu uma plataforma que permite aos portugueses que vivem no estrangeiro ter acesso “online” a um psicólogo que fale a sua língua materna e que o atenda através de vídeo, noticiou a agência Lusa.
 
A plataforma Couch é o "primeiro ‘chatbot’ (programa de computador que tenta simular um ser humano na conversação com as pessoas) de rastreio de saúde mental em Portugal e um dos primeiros no mundo, ligado à nossa plataforma de Telemedicina", indicou o psicólogo João Vilas-Boas, um dos responsáveis pelo projeto.
 
Esse “chatbot”, continuou, é capaz de avaliar se o utilizador necessita de cuidados psicológicos e, sendo o caso, faz aconselhamento comportamental e ajuda-o a marcar uma consulta com um psicólogo. 
 
"Uma percentagem grande da nossa população encontra-se emigrada e esse é um dos alvos do nosso serviço", indicou. 
 
A prevalência e a incidência de depressão e ansiedade "é superior nas populações expatriadas, principalmente devido ao isolamento”. João Vilas-Boas relatou o caso de um emigrante na Alemanha que não conseguia ir a uma consulta localmente devido à barreira linguística.
 
A plataforma, pioneira em Portugal, é também ideal para as pessoas que vivem em zonas isoladas, como Trás-os-Montes, Alentejo ou noutro local do interior do país, possibilitando-lhes ter uma consulta com um psicólogo que exerça a sua prática clínica noutras cidades, como Porto ou Lisboa. 
 
Para garantir também consultas a quem tem indisponibilidade de tempo durante o horário normal de trabalho, "(…) a Couch tem como objetivo realizar consultas em horário pós-laboral", referiu.
 
Apesar de as consultas “online” serem já uma realidade há anos nos Estados Unidos e no Canadá, em Portugal "estamos ainda numa fase de sensibilização, uma vez que a maioria das pessoas não sabem que este tipo de serviço está disponível e que apresenta qualidade", disse ainda João Vilas-Boas.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar