Desenvolvida luz que detecta bactérias em feridas

Projecto da University of Sheffield

12 março 2007
  |  Partilhar:

 

Cientistas britânicos da University of Sheffield identificaram uma forma de usar luz para identificar rapidamente a presença de bactérias.
 

 

A equipa, liderada por Sheila MacNeil, está a desenvolver um kit portátil no qual, moléculas especialmente desenvolvidas emitem um sinal de luz ao entrarem em contacto com as bactérias.
 

 

Ao longo dos últimos cinco anos, a equipa conseguiu produzir polímeros especiais (moléculas grandes), que se ligam às células. A luz emitida pelas moléculas pode ser colorida ou de um tipo de luz imperceptível a olho nu, mas que pode ser identificada com uma lâmpada fluorescente.
 

 

Segundo a professora Sheila MacNeil em declarações à BBC, a actual tecnologia de detecção de bactérias em laboratório pode levar horas ou até mesmo dias. Mas com esta luz especial, a detecção poderá ser feita “em menos de um minuto”. “Eventualmente poderemos dizer se um tipo de ferida está infectada e saber que tipo de bactéria é responsável pela infecção”, afirmou à BBC Steve Rimmer, outro cientista que integra o projecto.
 

 

A esperança dos cientistas é desenvolver o kit dentro dos próximos três anos, que além do uso médico possa também ajudar a polícia, inclusive em casos de ataques com armas biológicas.
 

 

MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.