Desenhos revelam estado mental das crianças

Rabiscos feitos pelo seu filho podem revelar muito mais do que um simples acto lúdico

10 setembro 2001
  |  Partilhar:

São mais que simples bonecos.... Segundo um estudo elaborado no Reino Unido, os desenhos infantis podem conter pistas importantes sobre o estado mental e até ser usados por psiquiatras em avaliações psicológicas de crianças problemáticas.
 

 

No trabalho elaborado por investigadores da Universidade de Manchester foi analisada a forma como crianças com problemas compartimentais desenhavam grupos de famílias ou uma única pessoa. Os resultados da avaliação revelaram diferenças importantes em relação aos desenhos feitos por crianças da mesma idade, mas sem quaisquer problemas.
 

 

As que apresentavam problemas psicológicos estavam mais propensas a desenhar pessoas sem partes do corpo e os esboços eram mais estranhos do que os elaborados pelas crianças ditas “saudáveis”.
 

 

Desta análise, os investigadores afirmaram que quanto mais estranho o desenho, mais grave era a condição da criança.
 

 

Jonathan Green, professor de psiquiatria infantil da Universidade de Manchester e líder da investigação, explicou à Reuters alguns sinais de problemas retractados nos desenhos: “ Havia desenhos em que faltavam mãos, braços ou pernas e isso não se deve à incapacidade de desenhar...Esta diferença tem a ver com o facto de uma criança desenhar o seu conceito da família.”
 

 

“Quanto mais angustiada e preocupada está a criança, maior é a confusão em relação ao conceito”, esclareceu o especialista.
 

 

 

Estudos
 

 

Estas novas descobertas são o culminar de três estudos separados envolvendo crianças que estavam a ser acompanhadas por especialistas do Hospital da Universidade de Manchester,EUA, por sofrerem de problemas de personalidade.
 

 

Os estudos envolveram grupos compostos por crianças saudáveis e com problemas de personalidade com idades entre os cinco a sete anos. As conclusões dos estudos, segundo a opinião do líder da investigação, são extremamente importantes pois comprovam que desenhos produzidos por crianças pequenas contêm indicadores cruciais de bem-estar mental.
 

 

“Muitas das vezes, as crianças mais pequenas gostam de desenhar e normalmente acham a actividade muito mais fácil que conversar. Deste modo, os desenhos podem fornecer um marcador do seu estado mental e revelar quão perturbados estão realmente”.
 

 

Para o investigador, os simples bonecos dos mais pequenos põem a nu todo o mundo interior. “Muito mais do que no caso das crianças mais velhas, pois estão mais preocupadas sobre o que o mundo exterior pensa sobre elas.”
 

 

Paula Pedro Martins
 

 

MNI - Médicos Na Internet
 

 

Fonte: Reuters
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.