Descodificação do genoma humano: deficientes temem manipulações
10 dezembro 2001
  |  Partilhar:

A descodificação do genoma humano está a ser interpretada como «uma ameaça» para as pessoas com deficiência, que temem a «discriminação e eliminação de futuros seres humanos portadores de incapacidades ou doenças genéticas». Esta é a interpretação da Organização Internacional de Pessoas com Deficiência – da qual faz parte a Associação Portuguesa de Deficientes (APD).
 

 

No documento que será divulgado hoje pela APD refere-se que «as pessoas com deficiência não se opõem à investigação médica quando o objectivo seja o tratamento ou alívio da dor».
 

 

No entanto, os autores do documento opõem-se à «limpeza genética, dirigida por motivos de lucro ou de eficiência social, fundamentada no preconceito contra a pessoa com deficiência e realizada em nome da cura ou do tratamento».
 

 

No mesmo relatório, é indicado que «as pessoas com deficiência têm sido forçadas (ao longo da História da Humanidade) à esterilização, à interrupção pré-natal, ao infanticídio e à eutanásia porque se parte do princípio de que são vidas que não merecem a pena ser vividas".
 

 

Em relação ao impacto da genética na reprodução, os deficientes apoiam «o direito de opção da mulher relativamente à sua gravidez», embora «lastimem» o «contexto em que estas escolhas são feitas».
 

 

Entre as reivindicações apontadas, a Organização Internacional de Pessoas com Deficiência quer que «o aconselhamento genético seja baseado nos direitos humanos, não impositivo, de forma a estar inteira e livremente disponível. Este aconselhamento deve reflectir, também, a experiência real da deficiência não podendo basear-se em avaliações preconcebidas da vida da pessoa com deficiência».
 

 

Um dos objectivos da Organização Internacional de Pessoas com Deficiência é que «os pais não sejam formal ou informalmente pressionados para fazer testes pré-natais ou interrupções terapêuticas de gravidez».
 

 

Fonte: Diário de Notícias

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.