Descobertos percursores de células imunes envolvidos no combate à infeção

Estudo publicado na revista “Cell”

29 maio 2014
  |  Partilhar:

Investigadores alemães descobriram uma nova população de células linfoides inatas (ILCs, sigla em inglês) que são capazes de proteger as superfícies epiteliais, como as encontradas na mucosa intestinal, contra a infeção. O estudo publicado na revista “Cell”, poderá assim contribuir para o desenvolvimento de novas vacinas capazes de impedir o desenvolvimento de infeções intracelulares.
 

As ILCs são consideradas as armas mais importante do sistema imune inato, uma vez que estão envolvidas no combate às infeções e também na prevenção do desenvolvimento do cancro. Contudo, estas células não têm apenas um papel importante na prevenção das infeções. Estas também têm funções importantes em processos não imunológicos, incluindo homeostasia dos órgãos, ou seja, a manutenção do estado fisiológico funcional dos órgãos vitais.
 

Neste estudo, os investigadores da Universidade de Mainz, na Alemanha, identificaram uma nova população de ILCs. Especificamente, os investigadores identificaram um percursor destas células, até à data desconhecido, que pode dar origem a todos os tipos de ILCs.
 

“O facto de termos encontrado uma célula potencialmente percursora de todas as ILCs abre novos caminhos para a investigação na área da imunologia. Agora temos uma hipótese realista de identificar os sinais que controlam a diferenciação destas células percursoras em um dos tipos de ILCs”, revelou, em comunicado de imprensa, o líder do estudo, Andreas Diefenbach.
 

O investigador acrescentou que se forem capazes de perceber como os diferentes tipos de ILCs estão envolvidos no desenvolvimento de doenças inflamatórias do intestino e doenças autoimunes, talvez, no futuro, seja possível inibir as ILCs indesejadas.
 

“Um sistema imunológico saudável é a chave para a prevenção das doenças. Assim é muito importante obter uma visão mais aprofundada do modo como o sistema imune funciona”, referiu ainda o diretor científico da Universidade de Mainz, Ulrich Förstermann.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.