Descobertos péptidos implicados na doença celíaca

Estudo publicado na revista “Science Translation Medicine”

27 julho 2010
  |  Partilhar:

Investigadores australianos identificaram três péptidos presentes no glúten responsáveis pela resposta imunitária das pessoas com pré-disposição para a doença, revela um estudo publicado na revista “Science Translation Medicine”.

 

A doença celíaca é uma perturbação provocada por uma sensibilidade ao glúten, uma proteína que se encontra no trigo e no centeio e, em menor grau, na cevada e na aveia. Os doentes apresentam sintomas como diarreia e vómitos e há um atraso na formação e desenvolvimento das crianças. Até agora, o único tratamento disponível é a suspensão do glúten da alimentação. Contudo, quase metade das pessoas sob dieta ainda apresenta danos residuais no intestino delgado.

 

Há mais de 60 anos, a ciência descobriu uma relação entre a ingestão de glúten e os sintomas gastrointestinais, mas ficou por desvendar que componentes do glúten provocavam os efeitos. Agora, cientistas do Instituto de Investigação Médica Walter and Eliza Hall,na Austrália, identificaram a causa molecular da reacção imune.

Para encontrar os fragmentos do glúten responsáveis pelo desencadear das perturbações gastrointestinais, mais de 200 voluntários com a doença receberam alimentos como pão, bolo de centeio e cevada. Todos os pacientes realizaram exames de sangue para que fosse analisada a reacção imune dos pacientes a 2.700 fragmentos de diferentes glútenes.

 

Os investigadores identificaram 90 fragmentos que causavam algum nível de reacção imunitária, mas trêspéptidos (fragmentos da proteína) revelaram-se particularmente tóxicos. Descobriram ainda que a maioria das respostas imunitárias está relacionada com as linfócitos T.

 

Robert Anderson, olíder da investigação, mostra-se optimista no desenvolvimento de uma espécie de vacina (imunoterapia) que contenha quantidades ínfimas dos três componentes que desencadeiam a reacção alérgica, para aplicar regularmente até que o corpo crie, de um modo gradual, as suas próprias defesas.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.