Descoberto sensor que pode ajudar no combate à obesidade

Estudo publicado no “PLoS ONE”

03 outubro 2011
  |  Partilhar:

A perda de peso sem necessidade de recorrer a uma intervenção cirúrgica pode estar mais perto, dá conta um estudo publicado na “PLoS ONE”. Este trabalho de investigação realizado por um médico português, Albino Oliveira-Maia, demonstra que existe no abdómen um sensor capaz de detectar a quantidade de açúcar ingerido e que permite ao cérebro libertar uma hormona associada à recompensa e ao prazer.
 

Um estudo publicado em 2008 pelo mesmo investigador já havia demonstrado que os ratinhos sem sensação de paladar continuavam a demonstrar uma reacção de recompensa quando ingeriam açúcar. De forma a tentar perceber o que causava esta reacção, os investigadores injectaram glicose na veia porta, situada no abdómen dos animais, ou noutros locais, como a veia jugular, tendo verificado que o cérebro só libertava dopamina quando a glicose era administrada pela primeira via.
 

Desta forma, os cientistas da Duke University, nos EUA, perceberam que existia um sensor da glicose na veia porta hepática que enviava um sinal ao cérebro para este libertar dopamina. O investigador sustenta que faz sentido existir este sensor na veia-porta dado que é por ela que se encaminha o resultado do processo digestivo para a rede sanguínea.
 

De acordo com a notícia avançada pela agência Lusa, fica-se assim a conhecer o mecanismo pelo qual poderá vir a ser possível interferir no processo de reacção do cérebro ao açúcar e, consequentemente, poder evitar a sensação de prazer proporcionada pela ingestão de alimentos que potenciam a obesidade.
 

Albino Oliveira-Maia realça que se trata de “um pequeno passo” que ajuda a conhecer um mecanismo de funcionamento do organismo que até agora foi só testado em ratinhos.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.