Descoberto o segredo da hibernação

Cientistas «acordam» ratinhos em letargia

02 maio 2005
  |  Partilhar:

 

 

Cientistas norte-americanos conseguiram pela primeira vez provocar um estado de hibernação metabólica reversível em ratinhos, um resultado que poderá ter aplicações médicas importantes, segundo um estudo do Centro Hutchinson de investigação sobre o cancro de Seattle (Washington), publicado na revista Science.
 

 

«Pensamos que todos os mamíferos, incluindo potencialmente os seres humanos, têm esta aptidão em estado latente e descobrimos como provocar e parar a hibernação em ratinhos sem nenhum efeito biológico nefasto», afirmaram os cientistas.
 

 

Os investigadores desencadearam um estado de hibernação nos ratinhos durante seis horas reduzindo-lhes a quantidade de oxigénio absorvido, o que produziu efeitos muito semelhantes aos da hipotermia, refere o estudo.
 

 

Os cientistas lembram casos de crianças caídas em água gelada e que pareciam mortas durante um período prolongado, mas que se reanimavam ao serem aquecidas. Nessa situação, foi o frio que lhes protegeu as células cerebrais que, de outra forma, morreriam em poucos minutos por falta de oxigénio.
 

 

A experiência descrita na Science consistiu na utilização de uma pequena quantidade sulfeto de hidrogénio, que, ao ser inalada pelos ratinhos, os tornou aparentemente inconscientes em poucos minutos. A temperatura dos animais baixou dos 36,7 graus normais para 15 graus e a respiração baixou para das normais 120 inspirações por minuto para menos de 10. No geral, o seu ritmo metabólico baixou 90 por cento, o que significa que a sua actividade celular normal quase parou, reduzindo a necessidade de oxigénio.
 

 

Passadas seis horas, o ar fresco reanimou os ratinhos e as análises não mostraram diferenças de comportamento ou capacidade funcional entre os que foram submetidos à experiência e os que não foram, concluiu o estudo.
 

O sulfeto de hidrogénio é um gás de cheio muito forte que é altamente tóxico em grandes quantidades. O corpo produz naturalmente algum deste gás, que ajuda a regular a temperatura normal do corpo ajustando a quantidade de oxigénio que a células queimam para produzir energia.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.